Uma volta ao passado rock de Contagem com a Urbi Et Orbi

Muitos falam que o rock morreu. Isso acontece já há muito tempo, muito mesmo! Desde os anos 80, em plena efervescência do rock nacional e com diversos artistas de todo o mundo explodindo nas rádios, essa frase ecoava de quando em vez em vários papos filosóficos sobre a música e seus caminhos. Enlatado! Lixo! Subproduto! Muitos eram os brados contra a música que renovava e acontecia nas paradas de sucesso das emissoras daquela época. Na verdade, essa história de que o que é novo não presta vem de mais longe ainda, sempre aconteceu. Foi assim com o próprio surgimento do rock na década de 50.

Arte do convite do show no Contagem Tênis Clube e 1991
Arte do convite do show no Contagem Tênis Clube e 1991

Em Contagem, já nos anos 90, a Conexão Contagem Alternativa promoveu um show que ficou na história para muitos que acompanhavam as bandas da cidade. O evento foi gravado como parte  do clipe das bandas que se apresentaram naquela noite e se tornou uma relíquia da cena rockeira do município. O motivo disso é que ele traz imagens muito legais, não só do C.T.C., como de vários outros pontos que fizeram a cabeça dos baladeiros da época.

Infelizmente, grande parte do material se perdeu com o tempo, uma pena! Entretanto, o vídeo da Urbi Et Orbi, uma das bandas da noite, é um dos mais ricos em se tratando de imagens de Contagem e de seus “points” naquele momento. A eterna Foccus Disco Show, o próprio Contagem Tênis Clube, o Cine Teatro de Contagem, a antiga e abandonada estação ferroviária do bernardo Monteiro,  praças, ruas e bairros, entre outros, inclusive com tomadas aéreas, podem ser vistas no clipe da banda.

<img class="size-medium wp-image-615" src="https://i0.wp.com/www.conexaocontagemalternativa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/14-Scanner_20150918-19.jpg?resize=300%2C217" alt="Verso do convite para o show no Contagem Tênis Clube e 1991" srcset="https://i2.wp.com/www.conexaocontagemalternativa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/14-Scanner_20150918-19.jpg?resize=300%2C217 300w, https://i1.wp.com/www.conexaocontagemalternativa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/14-Scanner_20150918-19.jpg?resize=1024%2C740 1024w, https://i0.wp.com/www.conexaocontagemalternativa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/14-Scanner_20150918-19 sildenafil citrate 100 mg viagra.jpg?resize=415%2C300 415w, https://i0.wp.com/www.conexaocontagemalternativa.com.br/wp-content/uploads/2015/11/14-Scanner_20150918-19.jpg?w=1600 1600w” sizes=”(max-width: 300px) 100vw, 300px” data-recalc-dims=”1″ />
Verso do convite para o show no Contagem Tênis Clube e 1991

Com direção de elenco e roteiro de Gesner Perion Avancini, edição de Lúcia Casasanta, fotografia e direção de imagens de José vanucci Neto, a obra conta ainda com as atrizes Iolene De Stéfano e Clébia Vargas, além da banda. No vídeo podemos conferir 3 músicas do repertório da banda que se seguem como sendo um único clipe. Pétalas de Sol, com letra do do próprio Gesner, Êxodus, escrita por Wilson Ávila e Flores Mortas, do poeta Luka, remetem o expectador a uma viagem no tempo pela obra musical e pela cidade. Nos créditos ainda podemos conferir Troca, um rockabilly pra lá de legal que acompanha as letrinhas finais.

Apesar das várias locações, o clima mágico que o roteiro cria prende quem assiste ao filme do início ao fim, seja pelo som contagiante da Urbi Et Orbi ou pela nostalgia  e atitudes das imagens que desafiam a memória. É imperdível porque, para alguns (muitos) jovens dali, não somente o rock estava vivo, como fazia parte do melhor de suas vidas. Precisavam dele para extravasar sua criatividade e energia e encontravam nas várias vertentes daquele som um furação de sentimentos e possibilidades que os impulsionava. Se o rock morresse não haveria canções de protesto e a rebeldia explosiva de suas almas encantadoramente poéticas não seria a mesma.

Hoje, após tantos anos, muitos são os que fariam tudo para que o tempo voltasse. Revendo fotos ou ouvindo canções, encontrando antigos amigos ou velhas lembranças perdidas na memoria, a nostalgia toma conta de quem viveu grande parte de sua juventude ouvido distorções e drives. Os tempos mudaram e é vida que segue, isso é fato. Agora, quando o assunto é música, sempre vem aquela vontade mirabolante e utópica em muita gente: trocar o último modelo de smarphone pelo primeiro acorde do rock’n’roll.

Confira aqui o clipe da Urbi Et Orbi:

Deixe seu comentário sobre esse post:

Loading Facebook Comments ...

You must fill in your Livefyre SiteID in the Comments Evolved plugin options.

You must fill in your Disqus "shortname" in the Comments Evolved plugin options.

Deixe seu comentário sobre esse post:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

No Trackbacks.