Urbi Et orbi

urbi2


A banda surgiu no bairro Monte Castelo em Contagem em meados de 1985 mas se dissolveu logo depois, voltando a surgir com nova formação em 1988, quando os jovens do bairro resolveram tocar blues. Até então a Ousadya, que durante muito tempo só tocou em garagens, teve 3 vocalistas que não permaneceram porque não se encaixavam na proposta de banda: tocar músicas próprias. Em 1988, Johnny (João) assume os vocais e, pouco tempo depois, em janeiro de 1989, a Ousadya se reestrutura, muda seu som, sua casa e seu nome: Urbi Et Orbi.

A Urbi, como é conhecida, tem a proposta de elevar o nome do rock mineiro que se achava esquecido no contexto nacional. Para isto, a banda trabalhou basicamente com letras fortes que refletem a vida urbana rápida e enlouquecida de seu tempo.

Luka, o poeta urbano, que foi baixista e letrista da banda que originou a Urbi, é o responsável pela maioria das letras junto com os outros músicos. Assim, a banda trilhou um estilo próprio com essa ideia como princípio básico e radical, embora cientes de que por este caminho tudo seria mais difícil, menos popular entre pessoas pouco abertas a este tipo de manifestação. Estas letras interpretadas pela banda e escritas pelas hábeis mãos de seus poetas trazem em seu conteúdo o drama desta vida urbana de uma forma lírica e poética sendo, portanto, representantes máximas da intenção da Urbi Et Orbi.

Apesar dos pesares, a Urbi fez e agitou shows impondo seu estilo em ruas, praças e bares dentro do circuito underground da grande BH sendo muito bem recebida pelo público e, inclusive, contando com uma legião de fans quem acompanha sua trajetória em todos os cantos.

Finalizando, é necessário complementar que o rock proposto pela Urbi chega com relativa facilidade a várias extremidades trilhando passadas pelo metal, blues, progressivo, funk e a música pop urbana daqueles dias, fazendo uma salada gostosa de se ouvir. As influências vém de vários rep´resentantes de diversos seguimentos de inconfundíveis épocas dos quais podemos destacar, entre outros, Pink Floyd, Led, Stones, Cult, Ira!, Legião, Caetano, Luiz Melodia, Último Número, Sexo Explícito, etc.

  • Johnny – Voz
  • Wander Wadson – Baixo/Guitarra
  • Betinho – Bateria
  • Beys – Guitarra
  • Anderson Ribeiro – Baixo e Voz

Urbi Et Orbi – do latim: Para a cidade e para o mundo. Em toda parte.


Alguns shows:

  • Champaingne Nigth Club – Uma das principais casas noturnas de BH à época dirigida pelo Sr. Tony Rei, palco de um belíssimo show de rock. O evento foi realizado em junho de 1989.
  • Gincana Caminhos da Liberdade – Evento promovido pela Rede Minas de Televisão que movimentou Belo horizonte e foi transmitido direto e ao vivo pela emissora. Uma importante janela para a Urbi entrar na casa de milhares de pessoas. Foi em 20 de outubro de 1989.
  • Festa da Jabuticaba – Show promovido pela SODAC e pela prefeitura de Contagem nos dia 11 e 12 de novembro de 1989. O tradicional evento contou com duas grandes apresentações da Urbi Et Orbi e da Cartel de Medellum proporcionando muito rock e muitas emoções ao público presente.
  • DCE da Católica – Show realizado em outubro de 1990.

Obs.: Este é um curtíssimo resumo de shows da banda.


Veja o clipe da banda abaixo:


Abaixo, as imagens dos arquivos dos quais foram tiradas e adaptadas as informações acima:


Confira também a galeria de fotos do site clicando aqui.