Pedras Pilotáveis


“PEDRAS QUE ROLAM NÃO CRIAM LIMO” é um antigo provérbio popular que foi resgatado pelo movimento da ideologia Rock n’ Roll. A imagem de uma “pedra que rola” expressa bem a conexão entre pensar e viajar. Essa filosofia é reproduzida, por exemplo, no nome da banda Rolling Stones e na música “Like a rolling stone, de Bob Dylan. Agora, imagina: se pedras que rolam não criam limo, que dirá Pedras Pilotáveis? Esse talentoso power trio é consciente da responsabilidade da arte na história do Rock!

A Banda Pedras Pilotáveis iniciou suas atividades em Bangu Zona Oeste do Rio de Janeiro, quando Felipe Ramos (guitarra e vocal) e Rafael Rocha(Bateria e vocal) terminaram suas bandas se uniram pra montar um projeto voltado pro que mais gostavam de ouvir com as mais variadas influências de Blues e Rock and Roll dos anos 70 como: Jimi Hendrix, Led Zeppelin, BB King, Cream, Tim Maia, Bob Marley…depois de mudar a formação algumas vezes a banda se firmou com o formato Power trio trazendo para o time Jon Pires (Baixo) grande músico do cenário carioca que rápido se encaixou com a “nova fase” e firmou uma química que gerou uma nova roupagem nas músicas autorais da banda com letras em português que mostram muita maturidade e competência de seus integrantes, no final de 2012 a Banda foi uma das vencedoras do Festival Nova Música Brasileira produzido pela antiga plataforma Oi Novo Som, como prêmio gravou o single “Não pode chover para sempre” no grande Estúdio Toca do Bandido (Tom Capone) em Vargem Grande e realizou um show lindo, na festa de encerramento no Imperator RJ. O single foi muito bem recebido pelo público tanto que chegou a tocar na Rádio Mirandela 98,7 FM (baixada fluminense) no programa “Sem Poeira” e na Rádio Cidade Rock 102,9 FM no programa “A Vez do Brasil” 2 vezes (A segunda a banda foi a mais votada do site da Rádio Cidade 102,9FM), a banda também participou do programa Zoasom aonde tocaram 3 músicas ao vivo na Rádio Roquette Pinto 94,1 FM, participou do primeiro Festival de Rock do Leão Etíope do Méier e do Happy Hour da Rádio Maldita no teatro Oscar Niemeyer em Niterói e muitos outros shows pelo Rio de Janeiro. Agora em 2015 a banda lançou seu primeiro vídeo clipe chamado “Retardatário” e seu primeiro EP em todas as mídias digitais e na versão física também, o EP conta com 5 faixas autorais e uma releitura de Guiné bissau, moçambique e angola do grande Tim Maia e vem sendo muito bem aceitado pelo público e foi divulgado em alguns sites de música independente do Brasil. Esse ano a banda já se prepara para lançar um disco novo no segundo semestre, seguido de um novo clipe também e também a segunda faixa do EP irá sair numa coletânea com 30 bandas autorais do Brasil em um projeto de ampliação da Rádio Graviola. E esse mês de Junho de 2016 nosso guitarrista saiu na Revista Guitar Player Brasil, falando um pouco do nosso trabalho e influências! Pedras rolandoooooooooO!


Ficha Técnica:

Artista: Pedras Pilotáveis
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: RJ
Estilo: Rock and Roll, Blues e Funky | Autoral
Ano de Formação: 2011
Site: http://www.pedraspilotaveis.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/pedraspilotaveis
E-mail: pedraspilotaveis@gmail.com
Fone: 21 967266566


Outros links:


Formação:

    • Felipe RamosGuitarra e Voz
    • Rafael RochaBateria
    • Jon PiresBaixo

Principais locais onde já se apresentou:

    • Imperator RJ
    • Festival Semana do Rock Mesquita
    • Leão Etíope do Méier
    • Happy Hour da Rádio Maldita 3.0
    • Areninha Carioca Hermeto Pascoal

Shows de Destaque:

    • Festa de encerramento do Festival Nova Música Brasileira – Imperator RJ
    • Happy Hour da Rádio Maldita 3.0

Vídeos:

1- Retardatário

2- Sentido

3- O Milagre do Funky


Cadastro enviado(a) por Felipe S Ramos em 2011-12-01 | E-mail: bolatrash@gmail.com


Galeria: