Anos 80

slide_diversao


“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?” Já cantarolava Renato Russo contando uma típica história “anos 80”, em sua canção Eduardo e Mônica. Neles, os anos 80, período entre 1 de janeiro de 1980 e 31 de dezembro de 1989, a Legião Urbana, banda de Renato Russo, se consagrou como umas das maiores, senão a maior, banda de rock nacional que já existiu no Brasil. Foi também um período bastante marcante para a história do século XX, segundo o ponto de vista dos acontecimentos políticos e sociais e, eventualmente é considerada como o fim da idade industrial e início da idade da informação, sendo chamada por muitos como a década perdida para a América Latina, do ponto de visto econômico.

fichasNo Brasil, não obstante o título “década perdida”, é um dos períodos mais férteis para a indústria da música. O rock nacional invadiu as rádios e a mente da juventude se consolidando como um fenômeno de sucesso entre gravadoras que descobriam nas bandas nacionais um generoso veio.  RPM, Ultraje a Rigor, Titãs, Legião Urbana, 14 bis, Barão Vermelho, Kid Abelha, Ira!, Capital Inicial, Paralamas do Sucesso, Blitz, Lulu Santos, entre outros tantos artistas, se tornaram ídolos de toda uma uma geração.

Na mundo, os anos 80 vão de John Lennon a Def Leppard e do rockabilly à New Wave, passando por baladas marcantes e guitarras alucinadas onde as cores das danceterias revelavam o negro dos Darks e afins. Um imenso contraste entre o heavy metal do Iron Maiden e do Van Halen e o pop contagiante de A-ha, Police e Duran-Duran. Foi a década da dance music, da MTV e do rock de garagem. As primeiras raves e as variastes da house music também vieram de lá, inspiradas nas batidas dos anos 70.  Michael Jackson e Madona estiveram em seu auge, emplacando sucesso após sucesso nas paradas musicais de todo o mundo, assim como Tina Turner, Cyndi Lauper, Berlim e Roxette. Veio com os videoclipes  uma nova forma de difusão da música, onde as produções visuais ditavam moda e enfileiravam novas tendências.

michaeljacksonO movimento new wave, a música eletrônica, o rádio e a televisão fazem parte de forma expressiva do comportamento dos jovens dos anos. O uso de roupas exageradas e muito coloridas, blusas largas, a predominância da cor néon, cabelos super volumosos ou com cortes em estilo mullet, jeans rasgados ou lavados com ácido, calças de cintura alta justíssimas ou semi-baggys e as famosas ombreiras também.

Voltando à política mundial, entre os fatos mais importantes estão as guerras internacionais e entre as mais notáveis da estão a Guerra Fria (1945–1991), a Guerra do Líbano (1982), a Guerra Irã-Iraque (1980 e 1988), a Guerra das Malvinas (1982 a 1982), entre outras, além de diversas guerras civis e de guerrilha. Golpes de estado  e ameaças nucleares também rondaram os anos 80.

Foi nos anos 80 que ocorreu o atentado contra o Papa João Paulo II (1981) e Ronald Reagan (o ator, sim!) foi eleito presidente dos Estados Unidos (de 1981 a 1989). Margaret Thatcher foi primeira-ministra do Reino Unido (de 1979 a 1990) e houve o casamento do Príncipe de Gales, de 33 anos, com Lady Diana Spencer, de 20. A Queda do Muro de Berlin também ocorreu naquela época (1989), nos multifacetados anos 80 em que John Lennon, líder dos Beatles, foi assassinado e foram desenvolvidos o IBM PC e o Apple Macintosh, além das primeiras interfaces gráficas do XFree86, Windows e o MacOS. Conhecemos o CD, ocorreu o lançamento da estação espacial MIR, da União Soviética e a popularização dos BBSs. Teve início a fabricação dos PCs (ainda muito primitivos), dos walkmans e dos  videocassetes.  Também vieram o Software Livre e foi descoberta a AIDS.

No Brasil, foi fundado o Partido dos Trabalhadores (1980), houve o Atentado do Riocentro (1981), Rondônia, em 1981, Amapá e Roraima (em 1988) deixam de ser territórios e passam a ser estados da República Federativa do Brasil. Aconteceu o movimento Diretas Já e Tancredo Neves foi eleito, de forma indireta, presidente do Brasil para morrer logo depois, antes de assumir o cargo. Assume o vice, José Sarney (1985). O fim da ditadura militar no Brasil também ocorreu nos 80 (1985), assim como o Plano Cruzado (pacote econômico) para combater a inflação (1986), a promulgação da Constituição balas_klepsbrasileira de 1988, que está em vigor até os dias atuais. Foi criado o estado de Tocantins (1988) e houve a primeira eleição direta para presidente da republica.

Como nas inúmeras vertigens dos anos 80, da política a mídias sempre se aproveitava, como no humorístico TV Pirata e nos programas Viva o Gordo e Chico City, que se esbaldavam em críticas e piadas sobre a crise brasileira. Nos programas infantis, o Balão Mágico e os desenhos da Hanna Barbera são considerado marcos importantíssimos na história da televisão brasileira, assim como o videogame Atari e o jogo Genius foram os consoles que monopolizavam a indústria dos games, inovando sempre com jogos como Pac-Man, Super Mario Bros., The Legend of Zelda, Donkey Kong, Frogger,Digger, Tetris, Golden Axe e Sega Moonwalker , extremamente populares. A transmissão do primeiro Rock in Rio (1985) foi um marco para a música no Brasil, nunca antes um festival com tantos nomes de peso havia sido visto por aqui, fez a cabeça dos jovens. A Música Popular Brasileira dava posição de destaque às vozes femininas de Simone, Marina Lima, Elba Ramalho, Maria Bethânia, Zizi Possi, Fafá de Belém, Elis Regina, Gal Costa, Rita Lee,Rosana e Joanna. Também, vários cantores como Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Tom Jobim, Guilherme Arantes, Flávio Venturini, Ivan Lins e Gilberto Gil marcaram seu espaço na história daquela década.

“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?


Fontes: